Amazonas Opinião Política

Acostumado a descumprir acordos, Artur pode sofrer um “ippon” em 2018

Quando renunciar ao cargo de prefeito para concorrer ao senado, Arthur irá virar passageiro em uma prefeitura comandada pelo paranaense de Cianorte, Marcos Rotta, que é uma invenção de Amazonino através de Omar Aziz, consolidada por Eduardo Braga.

Como Arthur está torrando toda grana da prefeitura para tentar se eleger senador, reeleger o filho deputado federal e agora eleger a nova mulher – que impõe a ele uma candidatura a eleição para qualquer cargo – o prefeito vai ter que se virar sozinho para arrecadar fundos de campanha para assegurar a família nas tetas do poder.

Rotta vai herdar uma prefeitura falida, literalmente sem recursos. Amazonino vai fazer com ele, o mesmo que Mestrinho fez com Arthur no seu primeiro mandato, no fim da década de 80 do século passado.

Leia também:

Instituto que premiou Artur recebeu mais de R$ 18 milhões da Prefeitura, sem licitação

Artur prepara nova esposa para ser candidata em 2018

Praça da Matriz: prefeito inaugura obra inacabada

Amazonino, que já havia eleito Arthur em 1988, voltou a eleger em 2012 e em 2016 ficou ao lado de Marcelo Ramos, agora no poder vai à reeleição em 2018 e pode resgatar a unidade do grupo da ‘maldição da rodela’ trazendo de volta Alfredo Nascimento e até Braga, seus possíveis candidatos ao senado.

Assim, Arthur que agora arrota bravatas ameaçando o “Mau Menino”, em breve vai virar cordeirinho para, tentar que Amazonino banque as loucuras que está fazendo por paixão tântrica e pelo complexo de édipo do filho. Mas, é muito provável, que tanto a maquina da Prefeitura, como a maquina do governo do Estado, virem as costas para o Arthur e sirvam apenas ao grupo do velho caudilho.

Ocorre que, mesmo elegendo Artur em duas oportunidades, Amazonino não deposita a menor confiança no apaixonado prefeito, uma vez que em muitas oportunidades Artur tentou ocupar o espaço de caudilho da politica amazonense, que “negão” herdou de Mestrinho. Portanto em 2018, Arthur vai pode ter que realizar uma performance solo para tentar se eleger e ainda, bancar as candidaturas dos familiares.

Acontece que sem a maquina da prefeitura de Manaus, Artur não se elege senador, nem tampouco garante os mandatos do seu amor, Elizabeth Valeiko e de seu filho, Bisneto.