Opinião

No Amazonas uma gangue desviou mais de R$ 150 milhões da saúde e ninguém está preso

Nayara Yochabel Rufino Corrêa da Silva mostrou sua carteirinha de corrupta, se acusou, apontou os ladrões que desviaram dinheiro da saúde do Amazonas e mudou a paisagem da política amazonense. Agora sua delação pode colocar um senador da Republiqueta na cadeia.

Os corruptos nós ajudam a entender a política. A enfermeira Nayara nos abriu a cortina da “maus caminhos”. Vamos aprender com a sua delação premiada. Em um único depoimento reafirmou aquilo que escutas autorizadas pela Polícia Federal já haviam mostrado: o senador Omar Aziz, sua esposa Nejmi Aziz e seu irmão Murad Aziz, recebiam propina do dinheiro desviado da saúde.

Leia mais:

+ Vídeo: Delatora da “Maus Caminho” conta como era feito o pagamento de propina para Omar Aziz

+ Irmão do senador Omar Aziz também recebia propina de dinheiro desviado da saúde

O depoimento de Nayara foi um esplendoroso universo de fatos, que eclodiram diante de nossos olhos. Meu Deus, que riqueza de detalhes para nossa consciência política! Que fartura de provas: O ex-secretário de saúde Wilson Alecrim recebia valores mensais em propina. Enquanto o filho de Pedro Elias, que também foi secretário de saúde, tinha parcelas de seu luxuoso apartamento pagas com recursos que deveriam estar poupando sofrimento de doentes e até vidas.

Há 7 anos, Roberto Jefferson denunciou os bolchevistas no poder, os corruptos que roubavam por “bons motivos”, pelo “bem do povo”, na base dos “fins que justificam os meios”. E, assim, ali deu início à queda da gangue de Lula e José Dirceu. Agora Nayara nos revela que políticos do Amazonas roubavam dinheiro da saúde. É lógico que sempre houve corrupção no Amazonas, mas nunca se ouviu falar em uma gangue que roubava dinheiro da saúde. Se Lula e os “companheiros” roubaram pelo “bem do povo”, como dizem seus fiéis seguidores. Os Aziz roubaram em nome do que?

Mohamed Mustafá é o monumento que Omar Aziz esculpiu.