Brasil Poder

Em Manaus, Bolsonaro diz que quer dar carta branca para Policiais matarem

O deputado federal e pré Candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSC-RJ), que está em Manaus para realizar uma palestra e participar de uma solenidade de formatura de alunos de uma escola militar da PM, declarou que quer dar carta branca para policiais em serviço matarem.

“Vamos brigar pelo excludente de ilicitude. O policial militar em ação responde mas não tem punição. Se alguém disser que quero dar carta branca para policial matar, eu respondo: quero sim. O policial que não atira em ninguém e atiram nele não é policial. Temos obrigação de dar guarda jurídica a esses bravos homens que defendem nossa vida e patrimônio em todo o Brasil”, disse em discurso após desembarcar no aeroporto Eduardo Gomes.

Excludente de ilicitude é o dispositivo legal que afasta o caráter criminoso de uma ação judicial, como no caso da legítima defesa.

Em nota, a OAB do Amazonas repudiou a declaração do “mito”, leia abaixo:

Nota de Repúdio

A Ordem Dos Advogados Do Brasil – Seccional Do Amazonas, repudia veementemente as declarações do Deputado Federal Jair Bolsonaro, durante passagem pela cidade de Manaus, ocorrida nesta quinta-feira (14). É lamentável a declaração do deputado Bolsonaro em verdadeiro espírito de beligerância e estímulo à violência, temos a impressão que o mencionado parlamentar não vive no Estado Democrático de Direito pautado numa Constituição Cidadã em que todos nós vivemos! O partido da OAB é o Brasil é a nossa ideologia é a Constituição!

Manaus, 14 de dezembro de 2017.
Marco Aurélio de Lima Choy
Presidente da OAB/AM