Poder Política

Há prova “acima do razoável” de corrupção de Lula, diz relator ao votar

O desembargador João Pedro Gebran Neto, relator do caso do tríplex, afirmou em seu voto no caso do tríplex que há prova “acima do razoável” de que o ex-presidente Lula foi “um dos articuladores, senão o principal” do esquema de corrupção na Petrobras descoberto na Operação Lava Jato. Segundo Gebran, há provas de que, se não participava, Lula ao menos tinha conhecimento do esquema, e deu apoio a ele por meio da indicação de diretores que desviavam dinheiro para partidos. O relator também disse que “é possível afirmar com juízo de certeza” que o esquema criminoso beneficiava também o PT.