Amazonas Opinião

Briga por Subsecretaria da Seminf esquenta os bastidores da Prefeitura de Manaus

Para quem pensa que só há briga e articulações pelos cargos eletivos (mandatos) ou do primeiro escalão dos executivos: Municipal, Estadual e Federal, está redondamente enganado.

Uma briga que promote esquentar os bastidores da Prefeitura de Manaus é pelo comando da Subsecretaria de Serviços Básicos da Seminf. Por lá passam todos os contratos de asfalto e manutenção da capital que gira entorno de R$150 milhões.

O atual subscretário, Antônio Peixoto, trava uma batalha contra o seu subordinado, o coordenador dos distritos de obras, Kelton Kelyo de Aguiar da Silva, e o desgaste natural de três anos ocupando o cargo.

Peixoto “Luta”, diariamente, para se manter, mesmo não tendo a simpatia e nem o amor do titular da pasta, Marcos Rotta. O vice-prefeito e secretário já confidenciou alguns aliados mais próximos que só engole, Peixoto, porque o mesmo foi uma indicação do prefeito Arthur Neto.

Já Kelton corre para conquistar aliados e força para derrubar o adversário, Peixoto, e ocupar uma das cadeiras mais poderosas da PMM.