Amazonas Política

Gestão de Amazonino Mendes pagou R$156 milhões à Umanizzare

A empresa Umanizzare, é responsável por gerenciar unidades prisionais dentro do estado do Amazonas, e já recebeu na gestão de Amazonino Mendes, mais de R$ 156 Milhões em pagamentos, mesmo a empresa sendo acusada pelo MP-AM (Ministério Público do Amazonas) por não cumprir os contratos e desacatar com a administração dos presídios.

Quando houve o massacre, em 2017, no sistema carcerário no estado que deixou 67 mortos nos presídios de Manaus, a Umanizzare recebeu R$ 214 Milhões da gestão do então governador José Melo, segundo dados do Ministério da Transparência do governo do Amazonas. E no ano de 2016, os valores chegaram a atingir um total de R$302,3 Milhões, segundo a Transparência. Já esse ano, a empresa já arrecadou R$130 Milhões.

Atualmente, a Umanizzari ainda possui seis contratos com a SEAP (Secretaria de Estado de Administração Penitenciária), sendo o maior valor agregando um total de R$306.468.510,30 para a empresa prestar serviços de operação e administração do COMPAJ/Regime Fechado (Complexo Penitenciário Anísio Jobim)