Brasil Poder

Atacar o Poder Judiciário é atacar a democracia, diz Toffoli

Opresidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias Toffoli, reagiu nesta segunda-feira (22) às declarações do deputado federal eleito Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidenciável Jair Bolsonaro, sobre fechar a corte.

“O Supremo Tribunal Federal é uma instituição centenária e essencial ao Estado Democrático de Direito. Não há democracia sem um Poder Judiciário independente e autônomo”, diz o ministro em nota enviada por sua assessoria de imprensa.

+ ‘Já adverti o garoto’, diz Bolsonaro sobre filho falar em fechar STF

“O país conta com instituições sólidas e todas as autoridades devem respeitar a Constituição. Atacar o Poder Judiciário é atacar à democracia”, acrescenta o magistrado. Além de Toffoli, o ministro Celso de Mello se manifestou sobre o assunto.Magistrado mais antigo da corte, ele classificou a afirmação do, de que bastam um soldado e um cabo para fechar a Corte, de “inconsequente e golpista”.

Disse ainda que o fato de Eduardo Bolsonaro ter tido uma votação expressiva nas eleições -ele recebeu quase 2 milhões de votos- não legitima “investidas contra a ordem político-jurídica”. Com informações da Folhapress.