Brasil Mundo

Acidente com o avião que transportava delegação da Chapecoense completa 2 anos

A queda do avião com o time de futebol da Chapecoense na Colômbia, que matou 71 pessoas, entre jogadores, comissão técnica, jornalistas e convidados, completa dois anos nesta quinta-feira (29). Em Chapecó, no Oeste catarinense, uma programação especial será realizada em memória das vítimas. Seis pessoas sobreviveram ao acidente.

Na quinta, à 0h15, horário no Brasil em que ocorreu o acidente na Colômbia, um feixe de luz vai ser aceso no meio do gramado do estádio da Chapecoense com os nomes das 71 vítimas e vai permanecer assim até o nascer do sol. A expectativa é que durante a madrugada o feixe seja visto de vários pontos da cidade.

A Arena Condá ficará aberta das 9h às 21h para visitação nas arquibancadas e nas áreas internas. Um culto religioso vai ser realizado no átrio, área externa do estádio após o término do horário de visitação.

Além da celebração, o túnel “Pra Sempre Chape”, caminho de acesso dos jogadores visitantes quando chegam na Arena Condá, ficará aberto entre 9h e 21h. No local, há fotografias em homenagem aos funcionários, dirigentes e atletas da Chapecoense que perderam a vida.

Paralelamente à programação oficial, torcedores organizam uma caminhada também nesta quinta-feira. O ponto de encontro é a Catedral Santo Antônio, às 18h. Por volta das 19h30, eles iniciarão a procissão até a Arena Condá.

Na sexta-feira (30), dia da abertura oficial do Natal em Chapecó, um momento de reflexão vai ser destinado às famílias e amigos das vítimas.