Brasil Mundo Poder Política

Jair Bolsonaro cogita interromper relações entre Brasil e Cuba

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) afirmou em entrevista que não faz mais sentido continuar tendo relações diplomáticas com Cuba, já que o país desrespeitou os direitos humanos. A declaração foi publicada nesta sexta-feira (2), pelo jornal “Correio Braziliense”. Jair Bolsonaro criticou o programa “Mais Médicos”, onde cerca de 11.420 médicos cubanos trabalham em regiões de baixa renda e longínquas do Brasil

De acordo com Bolsonaro, Cuba só repassa aos médicos 75% do valor total dos seus salários e o governo comunista ainda não autoriza os profissionais a trazerem seus filhos para o Brasil.  “Isso é uma tortura para uma mãe”  afirmou Jair Bolsonaro. “Podemos manter relações diplomáticas com um país que trata seu povo dessa maneira?” perguntou o presidente eleito.

Bolsonaro ainda afirmou que o programa criado pelo governo da ex-presidente Dilma (PT) deve dar mais atenção as pesquisas e descobertas realizadas por médicos brasileiros e que poderia continuar, mas… Os médicos vindos de Cuba deveriam obter 100% dos seus salários e ter o direito de trazer suas famílias para dentro do Brasil.

Na última quinta-feira (1) , o ministro do Comércio Exterior de Cuba, Rodrigo Malmierca, afirmou que tinha intenção de manter o relacionamento comercial com o Brasil, além de prosseguir com programa Mais Médico. “Não temos problemas em nos relacionar com aqueles que pensam de forma diferente de nós. Isso seria intolerante”  afirmou a imprensa.

Fonte: O GLobo