Opinião Sem categoria

Indicação para Afeam envolveu chantagem, ameaça e até acusação de estupro

O diretor de crédito da AFEAM, Luiz José da Silva, no exercício da presidência da instituição, teria sido ameaçado e chantageado por membros do antigo grupo que comandava a Agência de Fomento do Estado do Amazonas.

O Observatório Manaus foi informado por uma fonte que pediu para não ser identificada, por temer retaliação, que José teria sido forçado a abandonar o cargo de Presidente, caso contrário, um vídeo que o envolveria em um suposto estupro de uma menor de idade, ocorrido em Manacapurú, seria divulgado.

Ainda segundo a fonte, José foi preso em flagrante pelo estupro de uma menor, em Manacapuru e teria subornado policiais militares para evitar a divulgação de uma filmagem realizada durante a prisão.

Mas as denúncias não param por aí, José também teria assinado a carteira de um amigo que já foi preso por tráfico de drogas dentro se sua empresa (Vamos manter esse nome em sigilo por enquanto).

José já respondeu por um processo administrativo envolvendo a liberação de um crédito para compra de cabeças de gado que nunca existiram.

Diante de uma posição tão desfavorável, José teria atendido as exigências e cedido às chantagens.

A fonte acusa Alex Del Giglio, Marcos Vinícius, Simone Amorim e Jacques Douglas de serem os líderes do grupo que chantageou, Luiz José da Silva Fernandes.