Amazonas Política

Prefeito de Iranduba não paga professor e nomeia ficha-suja para comandar educação

Os profissionais da educação do município de Iranduba (9 Km da capital Manaus) estão sem receber seus salários e outros direitos, e não sabem o que pode acontecer nos próximos dias nos seus respectivos setores. Inconformados, os professores estão indo paras as ruas da cidade para manifestarem, tudo isso enquanto o prefeito Chico Doido (DEM) curte suas “férias” em São Paulo.

Os professores que foram contratados de forma temporária são os que mais sofrem nas mãos da administração de Chico Doido. Sem salário e sem saber se terão seus contratos prorrogados. Até este momento não foram chamados para renovar contrato.

São mais de 300 profissionais nessa situação, somados também a parte dos professores efetivos que ficaram sem o salário de dezembro, férias e outros direitos que não foram pagos pelo prefeito Chico Doido. Desde o final do ano passado que os professores e o prefeito vivem um relacionamento ruim, e pelo mesmo motivo, atraso nos pagamentos

A pressão dos professores contra o prefeito deve ganhar novas proporções nos próximos dias, prometem os servidores da educação.

No seu retorno das férias, Chico Doido vai ter de dar explicações convincentes sobre o destino dos recursos do Fundeb (fundo da educação) que não chegou aos professores.

Como se não bastasse, Chico Doido ainda tomou uma medida que aumentou a pressão contra ele mesmo e deixou os profissionais da educação furiosos . No último dia 4 nomeou para comandar o setor de educação Amilton Gadelha.

O prefeito de Iranduba enfrenta um processo de investigação na câmara de vereadores do município e que pode levar à perda de seu mandato, ignorou os riscos e contratou para a áreas um dos nomes mais criticados de Iranduba, um homem que foi condenado por mau uso de verba pública.