Opinião

Vice-governador se esconde do Ministério Público para não esclarecer crise na saúde

Mais uma vez a SUSAM (Secretaria de Estado de Saúde) está no centro das atenções, e novamente de forma negativa. O vice-governador e secretário de saúde, Carlos Almeida (PRTB) anda se negando a comparecer a audiências do MPE-AM (Ministério Público do Estado do Amazonas), para esclarecer questões como a crise na falta de medicamentos.

De acordo com Carlos Almeida, o problema da saúde está atrelado aos governos anteriores, e não ao de Wilson Lima (PSC).

Wilson Lima governa como se ainda fosse um apresentador de programa sensacionalista. Carlos Almeida está perdido e foi jogado para ser devorado pelos leões da “Maus Caminhos”.

Falando em “Maus Caminhos”.

O governo de Wilson Lima e Carlos Almeida segue sem dizer qual vai ser o destino do grupo Bringel. O grupo é um dos principais fornecedores da Susam.

Conforme relatos da Polícia Federal, durante a operação Maus Caminhos, o grupo Bringel possuía um contrato com o governo do Estado, na época sob o comando de José Melo, que ultrapassava a ordem de R$ 550 milhões. Desse montante, aproximadamente R$ 140 milhões foram destinados para diferentes fraudes. Wilson Lima e Carlos Almeida até agora não falaram uma única palavra sobre o assunto ou o que vão fazer com o grupo Bringel.

Na verdade Carlos Almeida e Wilson Lima não entendem é que cabe a eles tomarem as decisões e apontarem os caminhos para o futuro do Amazonas. E Isso não vem sendo feito, por pura incompetência.