Amazonas Política Saude

Em documento, Carlos Almeida diz que prioridade é pagar os trabalhadores da saúde, mas salários continuam atrasados

Em poucos dias à frente da Secretaria de Estado da Saúde (Susam), o titular da pasta e vice-governador do Estado, Carlos Almeida, realizou uma reunião para tratar do pagamento das empresas que prestam serviços terceirizados para o governo. De acordo com Almeida, há mais de R$ 1 bilhão em dívidas e, por conta disso, há o atraso no pagamento das empresas.

Ainda durante a reunião, o vice-governador afirmou que há um déficit nas despesas do Estado, mas que a prioridade do atual governo é o pagamento das empresas terceirizadas. Existe a possibilidade de aplicar penalidades às empresas que estão inadimplentes, exclui-las e convocar novo certame para contratar outros fornecedores.

Os servidores da saúde no Amazonas estão com seus salários atrasados há mais de três meses. Eles já realizaram uma série de manifestações e até faltam plantões como forma de protesto. Até agora, o governo não resolveu a situação dos trabalhadores, que cobram soluções o quanto antes.