Amazonas Política Saude

Gestante fica 3 dias com feto morto dentro do útero por falta de equipamento na maternidade Ana Braga

A dona de casa Andriele Costa Alves de 31 anos que estava grávida de nove meses, começou a sentir contrações e dores normais no procedimento de parto, e foi encaminhada à maternidade Ana Braga. Na quinta-feira, 7, ela e sua enteada Luana Souza foram realizar uma ultrassom, e logo após o médico que acompanhava Andriele, Dr Antenor Barbosa, informou que a criança estava acima do peso e já havia “passado da hora de nascer”.

Segundo Luana, enteada de Andriele, as péssimas condições e falta de materiais e equipamentos da Maternidade Ana Braga, fizeram com que a gestante ficasse com o feto morto dentro do seu útero por cerca de 3 dias. E o pior, a paciente teve de esperar para a retirada do feto sentada em uma cadeira nos corredores da unidade.

Andriele informou que os médicos não tiveram culpa nenhuma do ocorrido, que eles tentaram de todas as formas ajudar ela, mas sem o equipamento necessário ficou inviável a realização do procedimento. Ela culpa o governo do Estado, que se omite em resolver as questões da saúde do Amazonas.

Fonte: Amazonas1