Governo paga R$ 3 milhões em obra paralisada em Nova Olinda do Norte, denuncia Alessandra Campêlo

por Alex Mendes
Governo paga R$ 3 milhões em obra paralisada em Nova Olinda do Norte, denuncia Alessandra Campêlo

Na primeira sessão plenária da semana, a deputada estadual Alessandra Campêlo (PMDB) ocupou a tribuna para denunciar que o Governo do Estado já pagou aproximadamente R$ 3 milhões numa obra que ainda não saiu do papel no município de Nova Olinda do Norte (a 126 quilômetros de Manaus em linha reta).

A denúncia, segundo Alessandra, diz respeito à contratação de empresa HF Construções e Transportes Ltda para execução de “obras e serviços de engenharia de contenção dos processos erosivos graves na orla de Nova Olinda do Norte” (Diário Oficial de 9 de agosto de 2013, página 3).

O valor global do contrato é no valor de R$ 6.150.338,74. Apesar de a secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra) ter investido quase R$ 3 milhões em recursos públicos, a obra ainda não saiu do papel. Apenas 15% dos serviços contratados foram concluídos e a obra se encontra paralisada atualmente.

“O governador esteve lá recentemente fazendo novas promessas, mas ele não explicou porque a HF Construções e Transportes já recebeu mais de R$ 3 milhões do Governo e ainda não fez a obra de contenção da orla de Nova Olinda do Norte”, afirmou Alessandra.

A deputada também criticou o governador a respeito do uso eleitoreiro do funcionamento da balsa que faz o transporte de cargas, mercadorias e pessoas da cidade para a comunidade de Rosarinho.

“O governador do Estado foi ao município de Nova Olinda do Norte, antecipando, pelo que percebi a campanha eleitoral de 2018, e lá foi fazer propaganda do que não fez e do que talvez vá fazer. Um exemplo é a balsa que atravessa do Rosarinho para Nova Olinda. Ele prometeu em 2014 quando era candidato, e ela funcionou alguns dias, e quando passou a eleição a balsa parou de funcionar. Em 2015 ele foi lá, prometeu de novo e a balsa funcionou alguns dias e depois parou de funcionar”.

Leia também