Connect with us

Amazonas

As 110 creches que Artur Neto prometeu entregar até 2016, ficaram só na promessa

Mãe de quatro filhos, com idades entre 0 e 3 anos, a dona de casa Suelen Miguel Alcântara, 27, é uma das inúmeras moradoras do conjunto Parque das Garças, localizado na Zona Norte, que sofrem com o descaso e atraso na conclusão das obras de uma creche municipal que deveria ter sido entregue em janeiro do ano passado. A creche, que está pronta, segue com as portas fechadas e, enquanto não encontra vaga para os filhos, Suelen também não  consegue emprego.

A creche em questão fica localizada na rua Raimundo Salgado, no bairro Novo Aleixo, Zona Norte, e começou a ser construída no mês de junho de 2015, com investimentos de mais de R$ 1,7 milhão, conforme placa afixada na frente da construção. Essa  unidade é apenas uma das 110 creches que o prefeito de Manaus, Artur Neto, prometeu entregar até o final de 2016. No entanto, desde o início da gestão, em 2013, apenas nove foram concluídas.

Conforme relatos de moradoras indignadas, a obra foi interrompida várias vezes e os motivos não foram informados. Enquanto isso, Suelen vive dificuldades financeiras porque não tem com quem deixar as crianças e muito menos pagar uma creche particular para os quatro filhos. “Eu preciso trabalhar para ajudar no sustento dos meninos e da casa. Se essa creche fosse inaugurada logo, seria fantástico. Meu esposo e eu não temos condições nenhuma de bancar uma escolinha particular, são mais de R$ 600 para cada um. Fora a condução e outros gastos”, lamentou.

Passando diariamente na frente da creche, mães e filhos sonham com a inauguração da unidade, mas temem que o prédio seja abandonado antes mesmo da inauguração e as crianças continuem sem ir à creche ou tenham que se deslocar para bairros mais distantes para conseguir vagas.

Leia a matéria completa aqui 



Advertisement
Advertisement
Advertisement

Leia Também

Copyright © 2021 Observatório Manaus - Desde 2012