Connect with us

Amazonas

Um mês depois de chamar professores de criminosos, secretária segue no cargo com a benção de Artur

O dia 19 de setembro ficará marcado na história de Manaus. Foi justamente neste dia, que a secretária Municipal de Educação (Semed), Kátia Schweickardt, chamou os professores do município de criminosos. Mais de um mês após o ocorrido, a titular de uma das pastas mais importantes da capital amazonense sumiu do mapa e tem evitado fazer aparições públicas.

Tão ruim quanto a declaração de Kátia – que está registrada em vídeo e áudio – foi o posicionamento do seu chefe, o prefeito de Manaus Arthur Neto (PSDB), que parece partilhar da mesma opinião de sua subordinada, uma vez que nada fez para repreender a atitude da secretária, que nem sequer se desculpou por ter ofendido de maneira veemente uma das classes mais nobres da sociedade.

Advertisement
Advertisement
Advertisement

Leia Também

Copyright © 2021 Observatório Manaus - Desde 2012