Segurança

Suspeita de arquitetar morte de ex-marido por disputa de bens é presa em Manaus

Foto: Divulgação

Uma mulher de 50 anos foi presa suspeita de tentar assassinar o ex-marido em dezembro de 2018. As dificuldades em uma negociação na divisão dos bens da família teria motivado o crime. O caso ocorreu no bairro Cidade de Deus, Zona Norte de Manaus.

De acordo com a polícia, Maria de Jesus Anselmo da Silva armou uma emboscada contra o ex-marido com quem conviveu por mais de 10 anos. O suspeito de ferir o homem, atual companheiro da mulher, está foragido.

“Esse crime tem cunho patrimonial. Uma casa foi adquirida durante a união matrimonial entre a vítima e a autora. Já estavam há sete meses separados, contudo esse imóvel ainda estava sendo objeto de disputas judiciais”, disse o titular do 13º Distrito Integrado de Polícia (DIP), o delegado Ricardo Cunha.

O crime aconteceu no dia 9 de dezembro de 2018, na casa da suspeita, situada na rua Santo Expedito, bairro Cidade de Deus, Zona Norte. Ela teria contado com a ajuda do atual parceiro, já identificado e considerado foragido pela polícia.

“Ele se dirigiu para casa da Maria, após receber uma ligação dela pedindo que fosse até o local. Ao chegar, percebeu que foi uma armação. Maria estava com atual namorado e eles simulam uma discussão. Ele [atual companheiro] alegou crise de ciúmes e desferiu 11 facadas na vítima sendo que a mais grave atingiu próximo ao coração”, contou o delegado.

O ex-marido foi gravemente ferido e passou seis dias hospitalizado no Pronto Socorro Platão Araújo, na Zona Leste de Manaus. Após alta médica, buscou a polícia.

Três meses após o crime, a mulher se apresentou na delegacia. “Ela continua batendo na tecla que (o crime) foi por ciúmes do namorado e que não teve participação. Mas esta hipótese já foi descartada, porque a vítima relatou que no momento em que era golpeada, Maria instigava a situação. Ela pedia para matar o ex-marido”, contou o delegado.

Durante a coletiva, Maria de Jesus contou que o namorado esfaqueou o ex-marido dela, ao vê-la sendo agredida.

“Ele (o ex-marido) me espancou, me deu um tapa que me jogou no chão. Eu gritei e ele me enforcou e o meu namorado chegou na hora. Depois da agressão não fiz exame de corpo e delito, porque fugi com medo do filho dele. Tive medo dele me matar”, disse a suspeita.

A mulher foi indiciada por homicídio tentado e será transferida para o Centro de Detenção Feminino (CDPF), localizado na rodovia federal BR 174.

Fonte: G1 Amazonas