Motociclista morre ao colidir com poste em Manaus

por Naief Queiroz
Motociclista morre ao colidir com poste em Manaus

Foto: Reprodução

O autônomo Jonathan Izidoro de Miranda, 26, morreu ao colidir com um poste em um acidente de moto em curva perigosa na zona Leste de Manaus. O fato aconteceu na avenida Q, no Conjunto Santa Inês, bairro Jorge Teixeira, por volta das 6h30 deste sábado (6). A vítima usava uma tornozeleira eletrônica no pé esquerdo. 

O local do acidente já é conhecido pela comunidade por ter uma curva perigosa. De acordo com relatos de testemunhas, foi justamente nesta curva que Jonathan tentou desviar de um ônibus, perdeu o controle da moto, bateu no meio-fio e se chocou contra o poste. 

A vítima conduzia uma motocicleta CG Titan, de cor vermelha e azul
A vítima conduzia uma motocicleta CG Titan, de cor vermelha e azul | Foto: Joandres Xavier

A vítima conduzia uma motocicleta CG Titan, de cor vermelha e azul. O veículo teve a frente destruída e a vítima teve um grave dano no rosto. O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado e fez a remoção do corpo. Policiais da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) deram apoio a ocorrência. 

Segundo a família, Jonathan trabalhava em um depósito de reciclagem, onde passava dois turnos, um a noite e outro durante o dia. Ele estava retornando para casa no momento do acidente.

Ficha na polícia

Ao serem questionados sobre o uso da tornozeleira eletrônica do sistema penitenciário do Amazonas, os familiares informaram que Jonathan foi preso por “problemas familiares com a mulher”. Ele cumpria pena em liberdade condicional. 

Família

Vários familiares de Jonathan compareceram ao local do acidente ainda sem acreditar no que tinha acontecido. Paulo Miranda, que trabalhava e morava junto com Jonathan, emocionado, disse que o irmão era bastante brincalhão.

“Tudo para a gente era motivo de brincadeira. Ele tinha se separado da mulher e a gente estava construindo uma casa juntos. Quando me falaram que ele estava no poste, achei que fosse brincadeira, mas agora vi que não é”, relatou. 

Segurança 

Moradores da comunidade pediram providências das autoridades sobre a curva. Outros graves acidentes já teriam ocorrido no local.

“Não foi a primeira, nem a última vez que um acidente tirou a vida de um irmão nosso aqui. Se não fizerem alguma coisa, como colocar uma lombada, outras mortes podem ocorrer. Quantas pessoas terão que morrer ainda para ser feito algo? Essa curva é muito perigosa, acontece acidente direto”, reclamou um morador que não quis se identificar.

Fonte: Em tempo

Leia também