Brasil

A história de Enzo: o menino que venceu câncer para ver o Flamengo

“Venci o câncer para ver o Mengão vencer”. A frase, escrita em uma cartolina vermelha, viralizou nas redes sociais. A foto de uma criança segurando a mensagem na partida entre Flamengo e Chapecoense, neste domingo, no Maracanã, mexeu com as emoções de muitos torcedores. O garoto se chama Enzo Araújo, de quatro anos, que carrega uma bela história de superação – ou um “milagre”, como contam os familiares.

– Foi a primeira vez que fui ao Maracanã. Meu marido foi a segunda. Nós procuramos fazer coisas para ele que não fizemos para a gente. É hora de passear, hora de curtir, ele fala que ele é Brasil, “Mengão” e Barcelona. Sempre falamos que íamos levá-lo ao jogo do Flamengo e um amigo nosso conseguiu ingresso para irmos – conta a mãe Angélica Silva, de 27 anos.

Enzo completará cinco anos em junho. Ele mora em Santa Cruz, bairro da Zona Oeste do Rio de Janeiro. Desde pequeno lutou contra um câncer no abdômen, que foi descoberto quando tinha apenas dez meses. Então, a luta do garoto e da família começou: foram anos vivendo com cirurgias e quimioterapias.

Enzo, de quatro anos, torcedor do Flamengo

Enzo, de quatro anos, torcedor do Flamengo

O tumor está localizado em uma região onde não pode ser retirado totalmente, pois está próxima da coluna e poderia causar sequelas. Quando Enzo tinha três anos, uma ressonância magnética identificou que o tumor estava crescendo. As sessões continuaram até dezembro de 2018, quando realizou nova cirurgia, que constatou que não haviam mais células cancerígenas no local. Como comemoração, a placa no Maracanã.

– Nós tivemos a ideia de fazer essa placa mais para agradecer a Deus, mas esperávamos no máximo que alguém fosse tirar uma foto só. Não sabíamos que ia correr nas paginas. Só vi que o efeito era importante quando vi que uma senhora começou a chorar muito perto da gente. Emocionou muitas pessoas. Ele é um milagre. Ele é um testemunho que deve ser contado – conta Angélica.

Atualmente, Enzo faz exames periódicos para controle, já que há um resíduo no local, mas que não causa risco à vida. Rubro-Negro, tem como fã o “pai do Nego Ney”, ou Gabriel Barbosa, com quem gosta de imitar as dancinhas e comemorações. Um dos motivos para seguir o clube é o pai, Gustavo de Almeida, 33 anos, com quem assiste aos jogos frequentemente.

Fonte: R7