Após reclamações, SUSAM afirma que retoma pagamento do benefício para pacientes TFD

por admin
Após reclamações, SUSAM afirma que retoma pagamento do benefício para pacientes TFD

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) informou que irá retomar a ajuda de custo para 13 pacientes de Tratamento Fora de Domicílio (TFD) que tiveram o benefício suspenso em abril por não apresentarem relatório médico que comprovasse a necessidade de permanência nos locais de tratamento, conforme critério estabelecido pelo programa. Os pacientes, que estão no Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo nessas condições, terão um prazo de 30 dias para regularizar a situação junto ao programa de TFD, caso precisem permanecer em tratamento fora de Manaus.

O anuncio do pagamento do benefício foi antecipado pelo governador Wilson Lima durante visita ao Hospital Universitário Francisca Mendes (HUFM), na última quarta-feira (01/05). Na ocasião, o governador também antecipou que a Susam está ampliando as vagas de hemodiálise em Manaus.

São mais 100 vagas contratadas em clínicas particulares, o que garante o atendimento de 74 pacientes que estão na fila da hemodiálise. Entre eles, estão dez renais crônicos que foram para TFD e, por não retornarem, perderam a vaga. Caso precisem retornar para aguardar o transplante em Manaus, eles terão a vaga de hemodiálise garantida.

Os benefícios foram suspensos depois que a coordenação local do programa detectou que os pacientes estavam com situação irregular em Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro, por não comprovarem a necessidade de permanência atestada pelo médico. Segundo a coordenação do TFD, para receber a ajuda de custo, o paciente não pode fixar moradia no local de tratamento. A cada período que precisar permanecer no local de tratamento, ele deve enviar ao programa relatório, assinado pelo médico da unidade onde está sendo atendido, justificando a necessidade de permanência.

Antes da suspensão, a Comissão Médica do TFD avaliou cada caso e entrou em contato com o hospital, sendo informada, via e-mail, que a permanência dos pacientes não era necessária, podendo os mesmos aguardarem o transplante na cidade de origem (Manaus). Os pacientes de Rio e São Paulo também não enviaram laudo atestando necessidade de permanência, por isso tiveram o benefício suspenso.

De acordo com o Complexo Regulador do Amazonas, 450 pacientes estão sendo atendidos pelo TFD no Estado, com 900 ajudas de custo mensais. Nos quatro primeiros meses de 2019, já foram abertos 203 novos processos de TFD. Na nefrologia, são atendidos 110 pacientes em Curitiba, São Paulo, Fortaleza e Porto Alegre, além de 31 com autorização de permanência comprovada.

Ampliação da Hemodiálise – A secretária Executiva da Susam, Vanessa Lima, afirmou que o processo para ampliação das vagas de hemodiálise estava sendo concluído nesta quinta-feira (02/05) para a contratação já nesse inicio de maio. “Vamos atender tanto esse pessoal que está lá fora dialisando, quanto os pacientes que estão sendo atendidas nos prontos-socorros só esperando serem incluídas nas clínicas que prestam serviço”, contou a secretária.

Atualmente, são 1.066 pacientes em atendimento de hemodiálise em clínicas conveniadas e no Centro de Hemodiálise do Hospital Adriano Jorge.

Leia também