Direito de resposta

por admin
Direito de resposta

O coronel Itamar Brito Gonçalves informou, ao Observatório Manaus, que o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) anulou a sentença proferida em primeira instância. O processo retornou para que sejam produzidas provas e proferida nova sentença.

Ou seja, não há nenhuma condenação, conforme publicado pelo site. O processo ainda está em trâmite perante o primeiro grau de jurisdição, sem sentença.

Leia também