Amazonas Segurança

Dupla é presa suspeita de aplicar golpes em venda de tijolos em Manaus

Dois homens foram presos suspeitos de aplicar golpes em venda de tijolos, em Manaus, na quinta-feira (9). Segundo a polícia, a dupla anunciava milheiros de tijolos com preços abaixo do mercado, iam até a casa das vítimas e pediam o pagamento adiantado e entregavam uma quantidade menor do que a anunciada.

De acordo com o titular da Delegacia Especializada em Crimes contra o Consumidor (Decon), delegado Eduardo Paixão, a dupla é suspeita de integrar de um esquema criminoso denominado “Golpe do Tijolo com Fundo Falso”.

“Os infratores anunciavam milheiro de tijolos em um site de compra e venda, com preços muito abaixo do praticado no mercado e quando um cliente contratava o serviço, os infratores iam até a casa da pessoa e exigiam que ela pagasse antecipadamente pelos tijolos e entregavam uma quantidade muito menor do que a vendida à vítima”, esclareceu o delegado.

Ao perceber que se tratava de um golpe, uma das vítimas, um homem de 35 anos, ligou para a Decon e denunciou o esquema ilícito. Imediatamente a equipe da especializada acionou os policiais militares da 10ª Cicom para dar apoio à ocorrência, na tarde de quinta-feira (9), por volta das 14h.

Os policiais militares se deslocaram até a rua Rodolfo Teófilo, no Conjunto Amazonino Mendes, bairro Novo Aleixo, zona norte de Manaus, e constatou a veracidade da informação. A dupla foi interceptada por policiais militares lotados na 10ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), no momento em que efetuava a entrega de tijolos e fazia mais uma vítima na cidade.

“Pela péssima qualidade da mercadoria e realizando uma contagem atenta, é possível identificar um fundo falso no caminhão, que simula a quantidade paga pelas vítimas, induzindo o cliente a cair em um golpe. Quando os policiais militares chegaram ao endereço da vítima, tinham quatro indivíduos, mas dois deles, munidos de arma de fogo, fizeram uma pessoa refém e fugiram no carro dela”, disse Paixão.

A dupla foi detida pelos policiais militares e conduzidos à Decon, onde foram indiciados por estelionato e associação criminosa. Foi instaurado Inquérito Policial (IP) em torno do caso. Após os procedimentos cabíveis, eles foram liberados e irão responder ao processo em liberdade.

O titular da Decon pede às pessoas que possam colaborar com a identificação do homem que forneceu a identidade falsa para que comuniquem o verdadeiro nome dele e contribuam com informações pessoais sobre ele.

“Os canais de denúncia da unidade policial são: (92) 99962-2731 e 3214-2264. Denúncias também podem ser formalizadas no prédio da Decon, situado nas dependências do 24° Distrito Integrado de Polícia (DIP), na avenida Lourenço da Silva Braga com a rua Lima Bacuri, no bairro Centro, zona sul da capital”, orientou.

Para concluir, Eduardo Paixão alerta a população para que tenha cautela ao visualizar ofertas em sites de compra e venda e redes sociais com preços muito abaixo do mercado, pois elas não apresentam qualquer garantia ou segurança e a pessoa pode cair em um golpe. “As investigações irão prosseguir para identificar e indiciar os outros integrantes do bando”, enfatizou.