Amazonas Política

Ex-secretário de Amazonino Mendes tem bens bloqueados há mais de 3 anos

O Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) pediu o bloqueio dos bens do ex-secretário estadual de saúde, Francisco Deodato. O fato ocorre devido a improbidade administrativa e dano ao erário ajuizada pelo órgão em 2014, por irregularidade em convênio firmado entre a Secretaria de Estado da Saúde (Susam) e a Prodent, em 2001, quando Deodato era secretário.

De acordo com o documento elaborado pela justiça, há indícios da prática de improbidade com dano ao erário, com possível obrigação de ressarcimento integral ao erário. Dessa maneira, movimentações financeiras e aplicações estão proibidas, conforme determinação da justiça, feita em 2016.

Outros processos bancários como saques, resgates, pagamentos e afins também não devem ser feitos. Os saldos até a data ficaram  à disposição da justiça.