Líder de Bolsonaro diz que manifestantes eram “fumadores de maconha”

por Naief Queiroz
Líder de Bolsonaro diz que manifestantes eram “fumadores de maconha”

 Integrantes do PSL buscaram endossar as críticas do presidente Jair Bolsonaro aos protestos que se espalharam por todo o país contra os cortes do governo na educação. As falas mais duras vieram, principalmente, do líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (PSL-GO), e da líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP).

Questionado sobre as paralisações, Waldir chamou os participantes do movimento de “baderneiros” e “fumadores de maconha”. “Por que querem parar? Hoje é feriado? O que acontece é que as pessoas não estão acostumadas com as palavras firmes e duras do presidente. As pessoas são manipuladas, é uma minoria”, disse Delegado Waldir, o líder do PSL na Câmara.

Joice Hasselmann, a líder do governo no Congresso, afirmou que o presidente “nunca compactuou com esse tipo de manifestação ideológica, barulhenta e com muito pouca produtividade”.

“Não tem como fazer diálogo com gente que está na rua gritando, esperneando, xingando o governo. Isso não é diálogo, é baderna”, declarou a deputada.

Leia também