Pai é acusado de queimar a filha de 3 anos dentro de carro

por Naief Queiroz
Pai é acusado de queimar a filha de 3 anos dentro de carro

Em Nova Iorque, Estados Unidos, uma criança de 3 anos foi queimada dentro de um carro, que estava com as portas fechadas. Nessa segunda-feira (6), o caso foi classificado pelas autoridades como homicídio e o pai do bebê, Martin Pereira, é o principal suspeito do crime.

O corpo da pequena Zoey Pereira foi encontrado, no domingo (5), em um carro, perto da casa onde ela morava com a mãe, Cherone Coleman. As portas traseiras do veículo tinham sido mantidas presas com correntes.

Segundo os socorristas, foram encontradas duas latas de gasolina dentro do automóvel. Outras fontes disseram que um tanque de gás propano estava no porta-malas.

Os avós da garota deram declarações que apontam o pai como culpado.

– Como ele pôde fazer algo assim?! Ele é doente. Ela é só um bebê — disseram os avôs. — Ele a queimou viva. Ele não é um humano, é um animal. Ele é um covarde, saiu do carro e matou sua filha. Nenhum homem faria isso, não a uma criança – disseram.

Uma pessoa que passava pelo local do crime disse que viu o acusado correr em direção a uma lagoa. A testemunha contou que Martin disse que uma criança estava no carro e pediu que a emergência fosse acionada.

A neném chegou a ser levada para um hospital, mas não resistiu. O pai dela está internado em estado grave no Centro Médico Presbiteriano de Nova York, pois também foi atingido pelas chamas.

Antes do crime, Cherone tinha discutido com o ex-marido. Ela ligou para a polícia a fim de informar que ele poderia machucar a si mesmo e sua própria filha.

O suspeito, que tem três passagens pela polícia, tinha conseguido uma custódia para ficar com a bebê no fim de semana. Ele e a ex-mulher brigavam pela guarda de Zoey desde o ano passado.

Leia também