Amazonas Política

Professores e alunos da Ufam fazem manifestação contra Bolsonaro

Para protestar contra o bloqueio de 30% nos repasses para a educação, estudantes, professores e demais funcionários de instituições de ensino federal aderiram à greve nacional da educação. A mobilização iniciou na manhã desta quarta-feira, 15, no campus da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), que teve R$ 38 milhões em investimentos bloqueados pelo governo Bolsonaro.

Aproximadamente cem pessoas participaram da manifestação contra o corte dos recursos. Com a medida, pode haver suspensão de projetos de iniciação científica e remanejamento de setores dentro da universidade.

Outra manifestação está prevista para a tarde desta quarta-feira, na Praça da Saudade. Será um ato unificado com a participação de discentes, docentes, técnicos em educação, representantes de entidades apoiadoras da luta pela educação e a sociedade em geral.