Assassino de Rafael Miguel tem prisão decretada pela Justiça

por Naief Queiroz
Assassino de Rafael Miguel tem prisão decretada pela Justiça

A Justiça decretou na noite de terça-feira (11) a prisão temporária de Paulo Cupertino Matias, assassino do ator Rafael Miguel, de 22 anos, e dos pais dele, João Alcisio Miguel, de 52 anos, e Miriam Selma Miguel, de 50 anos. A partir de agora, o comerciante de 48 anos é considerado foragido.

Também nesta terça, a polícia realizou buscas em mais de 15 endereços atrás do assassino. Durante a investigação, a polícia foi até uma chácara de um familiar de Paulo, onde ele poderia ter se escondido.

Por volta das 18h, os policiais receberam a informação de que o comerciante teria voltado para a casa dele, que é também o local do crime. Ao chegar à residência, eles encontraram o carro utilizado na fuga a cerca de 600 metros do imóvel. Paulo, porém, não foi encontrado.Polícia intensifica investigações para encontrar assassino de rafael Miguel.

Polícia intensifica investigações para encontrar assassino de rafael Miguel

Polícia intensifica investigações para encontrar assassino de rafael Miguel

Vídeo

Uma câmera de segurança registrou uma das vítimas do ataque ao ator Rafael Henrique Miguel e sua família caindo na rua após tiros no domingo (9), na Zona Sul de São Paulo. Pelas imagens não é possível identificar qual é a vítima que aparece ferida (veja vídeo abaixo).Câmera de segurança mostra momento em que ator e seus pais são mortos na Zona Sul de SPG1.

Câmera de segurança mostra momento em que ator e seus pais são mortos na Zona Sul de SP

Câmera de segurança mostra momento em que ator e seus pais são mortos na Zona Sul de SP

No vídeo, é possível ver o carro da família chegando e depois uma das vítimas caindo no chão ao lado do Renault Kwid vermelho, que aparece no canto esquerdo das imagens.

As gravações mostram ainda a chegada da Polícia Militar cerca de cinco minutos depois do crime. Antes disso, há uma grande movimentação de vizinhos pela rua. As imagens já estão com a Polícia Civil, que analisa o conteúdo dos vídeos e busca por novas filmagens.


G1

Leia também