Mulher é suspeita de alugar Bebê para pedir esmola

por Naief Queiroz
Mulher é suspeita de alugar Bebê para pedir esmola

O Conselho Tutelar da 8ª Região, localizado no Graciliano Ramos, em Maceió está apurando denúncias sobre uma mulher suspeita de emprestar o filho de 6 meses para um homem, que o usava para pedir esmolas. O órgão acredita que essa mãe fazia isso com outros filhos também.

De acordo com o conselheiro tutelar Everton Alves, informações passadas pelo Conselho que atua no bairro do Farol levaram à identificação do homem.

“Os conselheiros do Farol já vinham recebendo denúncias de que esse rapaz tem o hábito de estar nos coletivos com a criança, pedindo dinheiro. Mas relatos dão conta de que ele fazia isso com outra também”, explica Alves.

As primeiras informações levantadas pelos conselheiros são de que o homem “alugava” a criança da mãe, repassando para ela parte do dinheiro recebido das esmolas durante o dia. O suspeito, no entanto, nega a acusação e diz que a mãe apenas emprestava o menino.

“Ele confirma que pedia esmola e deixa claro que é amigo da mãe e que ela tinha ciência desses fatos. Ele também nega que pagasse alguma coisa e diz que só pegava a criança emprestada, e depois devolvia”, diz o conselheiro.

O homem também negou que usasse mais de uma criança e garantiu que ele e o menino só saíram para pedir esmola duas vezes. Moradores da região ouvidos pelos conselheiros dizem que o suspeito já foi visto várias vezes e com crianças diferentes.

“O que sabemos sobre a mãe é que ela mora no Gama Lins e era acostumada a fazer isso com os outros filhos também. Estamos tentando localizar a mãe para fazer a advertência dela. Vamos também comunicar a polícia e o Ministério Público, para que tomem as providências”, conclui Alves.

O homem que estava com o menino foi levado para a Central de Flagrante I, onde prestou esclarecimentos. A polícia vai definir se houve crime e se o suspeito ficará preso ou será solto.

Leia também