Após pedir ajuda em batalhão de Manacapuru, menor de 14 anos é estuprada por PM

por Naief Queiroz
Após pedir ajuda em batalhão de Manacapuru, menor de 14 anos é estuprada por PM

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da Delegacia Especializada de Polícia (DEP) de Manacapuru, sob o comando da delegada Roberta Merly, titular da unidade policial, cumpriu na tarde de terça-feira (16/7), por volta das 17h30, mandado de prisão preventiva em nome de um policial militar de 43 anos, acusado de estuprar uma adolescente de 14 anos, naquele município, distante 68 quilômetros em linha reta da capital.

De acordo com a autoridade policial, o crime ocorreu na última sexta-feira (12/7), por volta das 22h, quando a adolescente foi até o 9º Batalhão da Polícia Militar, em Manacapuru, buscar ajuda, após brigar com a mãe dela e ser expulsa da casa onde morava. Conforme a delegada, na ocasião, a vítima foi atendida pelo policial militar, que após fazer algumas perguntas à adolescente, passou a pegar nas parte íntimas dela.

“O policial obrigou a vítima ir até o banheiro com ele, onde o ato sexual foi consumado. Depois disso, levou a adolescente até o carro dele, onde abusou novamente dela. Após toda a ação criminosa, o infrator deixou a vítima na casa dela. No dia seguinte, o representante do Conselho Tutelar daquela cidade foi acionado pelos familiares da garota. Na presença dos servidores, a adolescente relatou o que havia acontecido”, explicou Roberta Merly.

Reincidente

Após tomar conhecimento da ocorrência, a titular da DEP em Manacapuru representou à Justiça o pedido de prisão em nome do infrator. A ordem judicial foi expedida no dia 16 de julho deste ano, pela juíza Scarlet Braga Barbosa Viana, da Comarca de Manacapuru. A delegada enfatizou que o indivíduo já tinha passagem pela polícia por estupro.

Procedimentos

O indivíduo foi indiciado por estupro. Ao término dos procedimentos cabíveis no prédio da DEP Manacapuru, ele foi encaminhado ao Comando Geral da Polícia Militar do Amazonas, em Manaus, onde serão adotadas as medidas cabíveis em relação à conduta do policial.

Leia também