Bomba: MP acusa Supermercado Rodrigues de fazer parte de esquema de corrupção em Coari

por Naief Queiroz
Bomba: MP acusa Supermercado Rodrigues de fazer parte de esquema de corrupção em Coari

Após repercussão negativa da cidade de Coari distante a 362 KM de Manaus ser mostrada em rede nacional neste domingo (11) na TV Record, laços empresariais da família Pinheiro, acusada de ter  ligação em um esquema milionário podem ser desfeitos e, “cabeças podem rolar”. Já que testemunhas afirmaram na série “Bandidos na tevê” lançada em 16 de junho de 2019, que o prefeito de  Coari na época Adail Pinheiro envolvido em diversos crimes, mandava calar a boca de quem o desafiasse.

Mais uma vez a cidade mais rica em petróleo e gás do Brasil  afunda-se em corrupção e miséria, onde quem ganha são empresários selecionados a dedo e que de alguma maneira beneficiam interesses pessoais da família Pinheiro, como é o caso do Supermercado Rodrigues que segundo o Ministério Público, teve o terreno doado ilegalmente pela prefeitura de Coari na gestão de Adail Pinheiro, o pai de Adailzinho, atual prefeito da cidade.

Procurado pela reportagem da TV, o atual prefeito, defende a doação do terreno para o supermercado por uma “causa justa”, ele diz que estava preocupado em gerar empregos ao povo Coariense. O mesmo que diz na reportagem que não tem emprego nenhum e que a cidade está esquecida pelo prefeito que passa maior parte do tempo ausente.

Para se livrar da acusações do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) e com medo de ficarem prejudicados no mercado, os donos do supermercado Rodrigues em Coari, correm contra o tempo para firmar acordo junto ao MPE/AM para pagar o valor legal do terreno doado pela prefeitura e viver livre das mãos de “Adailzinho”, sobretudo, ainda de acordo com fontes fidedignas na  reportagem da Record, é impossível sair do esquema milionário.

Leia também