Corte de cabelo mal feito leva adolescente, mãe e cabeleireira para delegacia

por Naief Queiroz
Corte de cabelo mal feito leva adolescente, mãe e cabeleireira para delegacia

Um corte de cabelo errado foi parar na delegacia, em Várzea Grande.

Uma mulher resolveu registrar um boletim de ocorrência depois que uma profissional da região do Cristo Rei deixou o cabelo de sua filha, de 16 anos, cheio de buracos e sujo.

Aos policiais, a mulher relatou que chegou a orientar sua filha a não ir sozinha para o salão de beleza, mas foi desobedecida.

No estabelecimento, foi cobrado da adolescente um valor de R$ 50 pelo corte e outros R$ 30 só para lavar a cabeleira. A mãe achou a cobrança abusiva.

No boletim de ocorrência, a mãe relata que a filha só queria cortar as pontas, mas saiu com o cabelo cheio de buracos.

Procurada pela mãe da menor, a cabeleireira teria dito que o cabelo cortado ainda estava todo no chão e que a mulher poderia pegar, se tivesse interesse.

Leia também