Globo compara Bolsonaro a Hitler durante chacota e provoca polêmica. Assista o vídeo

por Naief Queiroz

O programa Zorra deste sábado, 10 de agosto, protagonizou uma cena polêmica ao retratar o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, em um momento de chacota. Na sátira, o ator que faz Bolsonaro aparece em uma barbearia, conversando com personagens que retratam seus supostos assessores.

Enquanto o personagem que faz Bolsonaro conversa com os assessores, ele discorda de alguns deles. Todas as vezes que discordava de algum funcionário, o personagem demitia quem não dizia o que ele queria. A situação, como mostra uma matéria do portal de notícias UOL, gerou grande polêmica nas redes sociais.

“Vamos fazer o seguinte? Acabou a Comissão da Verdade. Vou extinguir a Comissão da Verdade e vou criar a partir de agora a Comissão da minha Verdade. Anota aí: a gente vai começar a revisar os livros. Primeira revisão: não houve ditadura, aquilo foi revolução. Ah, e você está demitido, tá ok?, diz o personagem, retratando o presidente em um dos momentos.

Veja abaixo o vídeo que mostra o presidente do Brasil sendo alvo de chacota no Zorra; a esquete evidenciou um bigode igual ao de Hitler, ex-ditador da Alemanha e que foi responsável pelo genocídio contra os judeus.

No final, o personagem se irrita até com o barbeiro e sai antes que esse termine o seu serviço. Por isso, uma parte do bigode do personagem que retrata Bolsonaro continuou: mostrando um mini bigode igual ao do ex-ditador Adolf Hitler. Ele foi considerado um dos principais responsáveis pela eclosão da segunda Guerra Mundial, além do extermínio de milhares de judeus.

Leia também