Paulo Gustavo proíbe beijo na boca em cena de casamento gay do filme “Minha Mãe é Uma Peça 3”

por Naief Queiroz
Paulo Gustavo proíbe beijo na boca em cena de casamento gay do filme “Minha Mãe é Uma Peça 3”

O longa “Minha Mãe é uma Peça 3” estreia só em Dezembro nos cinemas de todo o Brasil, mas o filme – escrito e protagonizado por Paulo Gustavo – já está rendendo polêmicas.

Acontece que foi noticiado que o filme terá a cena de um casamento gay entre os personagens Juliano (Rodrigo Pandolfo) e Thiago (Lucas Cordeiro). Até aí incrível. Só que foi revelado também que a cena não terá um beijo, como teria em qualquer cena de união heterossexual.

Curiosamente neste caso, a arte imita a vida. No casamento da vida real do ator Paulo Gustavo, com o médico dermatologista Thales Bretas, também não houve beijo gay.

Em entrevista ao UOL, o ator Rodrigo Pandolfo revelou a decisão de censurar o beijo gay do filme, que foi do próprio Paulo Gustavo.

“O Paulo optou por não ter o beijo. Cheguei e questionei: ‘Por que não vai ter?’. Ele falou: ‘Olha, a gente está fazendo um filme popular. A gente sabe que o Brasil tem questões [relacionadas ao beijo gay] ainda, infelizmente. O Juliano já vai se casar’. Ele não sentiu a necessidade de colocar o beijo e expor publicamente”, explicou o ator.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Resultado de imagem para Juliano (Rodrigo Pandolfo) e Thiago (Lucas Cordeiro)
Cena de casamento sem beijo em “Minha Mãe É Uma Peça 3”.

É realmente uma pena que Paulo Gustavo ceda à homofobia desta forma. Não é assim que mudamos o mundo e não é desta forma que vamos naturalizar e tornar cada vez mais aceito e normal o beijo gay. Pra quem um dia ele seja chamado apenas de ‘beijo’ sem qualquer distinção…

Essa decisão de se censurar uma demonstração de afeto EM UMA CENA DE CASAMENTO é digna de um prefeito homofóbico e ignorante feito Crivella. É digna de um pastor intolerante feito Silas Malafaia…

Mas de você, Paulo Gustavo? LGBT, CASADO, PAI? Qual exemplo você gostaria de passar para os seus filhos? De que o amor dos seus pais é algo clandestino? Que deve ser escondido? Mas na hora de usufruir dos direitos LGBTs, como casamento e adoção, conquistados porque muita gente ousou peitar esses mesmos conservadores que você quer agradar, aí você não pensa duas vezes.

Este mesmo público que você tenta agradar censurando seu próprio amor é o público que não pensou duas vezes em te atacar de maneira desumana quando você perdeu um filho que tentou ter com seu marido, Paulo Gustavo.

Difícil de explicar…

Vamos seguir a cartilha dos conservadores sim! Vamos agradá-los! Vamos tratar beijo na boca – uma demonstração de afeto que entre héteros não causa qualquer espanto – como algo condenável e repudiável, censurável… E logo, logo a gente está perdendo os poucos direitos recém conquistados e retornando pra dentro do armário, justamente pra onde essa corja quer ver a gente de volta… ah, e sem casamento e sem filhos!

Leia também