Médicos retiram 40 larvas que estavam comendo cabeça de criança

por Naief Queiroz
Médicos retiram 40 larvas que estavam comendo cabeça de criança

Uma criança de sete anos foi internada com ferimentos causados por parasitas na cabeça, no Hospital Irmã Dulce, em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Segundo o médico da garota, que acompanha o tratamento desde o início, mais de 40 larvas foram retiradas. O Conselho Tutelar investiga o caso em segredo de Justiça, devido à gravidade.

Parasitas comeram uma parte da cabeça da criança em Praia Grande, SP, deixando buracos

A menina foi internada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Samambaia no dia 3 de outubro, quinta-feira. De acordo com a Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), gestora da unidade, a criança foi atendida e permaneceu no local até sexta-feira (4), logo após sendo transferida ao Hospital Irmã Dulce.

A SPDM afirma não ter autorização para informar o estado de saúde da criança e os procedimentos médicos pelos quais está sendo submetida. Porém, segundo o médico veterinário Fabiano Miranda, de 39 anos, o risco já está controlado e equipes médicas ainda estão retirando larvas, que já estão saindo mortas. O profissional divulgou o caso nas redes sociais, pedindo para que ela fosse transferida da UPA até o Hospital Irmã Dulce.

“Nas primeiras 24h, ainda no UPA, tiraram mais de 40 ‘bernes’ [larva]. Mas, ela precisava de uma transferência para atendimento especializado porque já haviam larvas mais profundas que continuavam comendo a cabeça”, explica.

Leia também