Homem suspeito de homicídio por ponto de tráfico de drogas é preso no Nova Esperança

por Naief Queiroz
Homem suspeito de homicídio por ponto de tráfico de drogas é preso no Nova Esperança

Kevin Aguiar da Silva, 19 anos, conhecido como “Kevinho”, foi preso pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), da Polícia Civil, nesta quinta-feira (21/11), na casa dele, no bairro Alvorada, zona centro-oeste. Ele é investigado pelo homicídio de Ozarias Silva de Andrade, 34, que ocorreu em outubro de 2018, no bairro Nova Esperança, zona centro-oeste de Manaus.

De acordo com a delegada adjunta da DEHS, Marília Campello, a polícia já estava à procura dele há mais de um mês. Nesta semana, o suspeito reapareceu, em casa, e com ajuda de informantes, a prisão foi efetuada.

“Com o mandado de prisão expedido, nos estávamos à procura dele, que não estava na residência onde mora há um bom tempo. Na data de hoje, recebemos a informação de que ele estava lá e conseguimos efetuar a prisão”, explicou a autoridade policial.

Segundo as investigações, o crime foi motivado por uma briga por pontos de tráfico de drogas naquele bairro. No dia do crime, “Kevinho” chegou acompanhado de mais dois comparsas na Rua da Paz, em um carro modelo Voyage, e desceu do veículo efetuando disparos contra Ozarias. O ataque criminoso também visava atingir outros alvos, conforme aponta as investigações.

“A questão é que essa morte aconteceu por conta dessa tomada do ponto de drogas. A ordem era executar mais outras duas pessoas, no mínimo, que também estavam na casa. Mas elas conseguiram fugir e somente Ozarias foi atingido”, explicou Campello.

De acordo com a delegada, as investigações ainda não foram finalizadas. Agora, os esforços da polícia se voltam a encontrar os demais autores do crime e os mandantes.

“Ele é um dos executores da ordem que veio de cima na hierarquia deles. As investigações continuam. Prendemos um dos autores, e as investigações continuam para chegarmos aos demais”, frisou.

Kevin Aguiar da Silva já possuía passagem pela polícia por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Dessa vez foi indiciado por homicídio. Ao término dos procedimentos cabíveis na DEHS, ele será levado para audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona sul de Manaus.

FOTO: ALAILSON SANTOS / PC-AM

Leia também