Prefeitura de Coari já pagou mais de R$ 80 mil para médico

por redacao obs

O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) instaurou inquérito civil para apurar denúncias de nepotismo devido a contratação do médico Bruno Castilho. Os salários ultrapassam a casa dos R$ 80 mil.

De acordo com denúncias, Bruno é parente do secretário de administração da Prefeitura de Coari, Marco Antônio Castilho.

Além disso, o Ministério Público Federal do Amazonas (MPF-AM) também está na cola da prefeitura de Coari. O motivo seria o uso ilegal de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Leia também