Programa ‘Bolsa Universidade 2020’ vai disponibilizar 17,5 mil vagas

por Naief Queiroz
Programa ‘Bolsa Universidade 2020’ vai disponibilizar 17,5 mil vagas

A tarde desta quarta-feira (6) foi marcada pelo lançamento do novo edital do programa ‘Bolsa Universidade’. O evento ocorreu na sede da Prefeitura de Manaus, localizada no bairro Compensa, zona oeste da cidade. O prefeito de Manaus, Arthur Neto, anunciou a abertura de 17,5 mil vagas para graduações a serem cursadas no próximo ano.

Serão oferecidas bolsas de estudos integrais e parciais, com desconto de 50% ou 75 %. Para Arthur, a realização do certame faz parte de mais uma etapa importante para a cidade, que vai trazer benefícios e capacitação para a população.

“Meu sonho é que Manaus seja uma cidade moderna, com uma população graduada e bilíngue. Sonho que esta cidade evolua e seja reconhecida pelo seu alto capital cultural,” ressaltou o prefeito.

O Programa

Bolsa Universidade é coordenada pela Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), por meio da Escola de Serviço Público Municipal Inclusão Socioeducacional (Espi). Com dez anos de criação, consolidando se como uma importante política pública de combate à desigualdade social. Foram mais de 500 mil inscritos e mais de 90 mil benefícios concedidos.

De acordo com a diretora-geral da Espi, Stela Cyrino, a maioria dos beneficiários tem idade entre 26 e 60 anos, o que representa 72,36%, seguido dos 27,03% que representam a faixa etária entre 17 e 25 anos. Os demais beneficiários (0,34%) têm idade entre 61 e 80 anos. A parcela maior de bolsistas vive nas zonas Leste e Norte do município.

“Nós da ESPI, ao longo de 10 anos, estamos dando oportunidade para pessoas de baixa renda de se qualificarem para o mercado de trabalho. Isso ocorre por meio dos cursos de línguas, graduação, pós-graduação e, agora, vamos disponibilizar o Bolsa Creche. Sem dúvidas, ele será tão exitoso quanto seus percursores, ” enfatizou Cyrino.

 Requisitos

Para participar do processo seletivo, o candidato deve ser brasileiro, nato ou naturalizado, residir em Manaus com moradia devidamente comprovada, possuir renda familiar per capita de um salário mínimo e meio por pessoa do grupo familiar, além de estar regularmente matriculado ou apto a se matricular em uma das Instituições de Ensino Superior (IES) parceiras do Programa.

O candidato também deve ter ensino médio completo ou equivalente (ou concluir até o dia 31/12/2019) e não possuir diploma de curso superior. ou estar matriculado em IES pública. Além disso, não podem participar do processo seletivo os beneficiários de programa de graduação mantido pelo poder público ou pela iniciativa privada.

Nesta edição, 15 instituições de ensino privadas se credenciaram para oferta de bolsas em 58 cursos. São eles: Centro Universitário de Ensino Superior do Amazonas (Ciesa), Centro Universitário Fametro, Centro Universitário Luterano de Manaus (Ulbra), Centro Universitário Mauricio de Nassau, (Uninassau), Escola Superior Batista do Amazonas (Esbam), Faculdade Boas Novas (FBN), Faculdade Martha Falcão Wyden, Faculdade Salesiana Dom Bosco, Faculdade Santa Teresa, Fucapi, Instituto Amazônia de Ensino Superlor (IAES), Materdel, Uninorte Laureate,  niversidade Estácio de Sá e Universidade Nilton Lins.

Etapas do processo seletivo

O processo seletivo se dará em três etapas: as inscrições eletrônicas, a classificação realizada pelo sistema com cruzamento de dados, e a entrega de documentação. O candidato classificado deverá comprovar as informações declaradas na inscrição on-line para garantir a bolsa.

O público-alvo do programa são estudantes de baixa renda, que podem se inscrever via internet, a partir de quinta-feira (14/11) até o dia 1° de dezembro. Os interessados podem acessar o link para efetuar as inscrições.

Leia também