Agricultor é morto a pauladas na frente de casa em Iranduba; família suspeita de cunhado da vítima

por Naief Queiroz

Um agricultor, de 28 anos, foi encontrado morto no início da manhã desta sexta-feira (13) no ramal Novo Amanhecer, localizado no KM 6 da BR 070, que liga a cidade de Iranduba à Manaus. A mãe da vítima acredita que Elias da Silva Freire foi morto por tentar defender a irmã das agressões do marido dela. A polícia vai investigar.

A mãe contou que o filho morava em Manaus, mas decidiu ir morar no ramal porque estava preocupado com a irmã que sofria agressões do marido. Ele então construiu uma casa de alvenaria bem ao lado da residência de outros familiares.

“O meu genro batia muito na minha filha e ela foi para Manaus, fugiu de madrugada. Então, ele [suspeito do crime] perseguia a vida do meu filho, pedia para contar onde estava minha filha ou se ele [vítima] não trouxesse ela, mataria meu filho. Já vinha ameaçando”, contou.

“Meu filho dizia para ele [suspeito] pensar nos filhos, mas ele não se comentava, queria a minha filha de qualquer jeito. Mas, como ele não conseguiu, o meu filho que foi a óbito”, disse emocionada.

Por volta das 5h30 desta sexta-feira (13), a idosa, que mora em Manaus, contou que recebeu uma ligação sem identificação de uma mulher. “Ligaram e me disseram: eu tô ligando para a senhora para dizer que mataram seu filho lá na casinha dele e quem matou foi seu genro com mais outra pessoa”, disse.

Imediatamente, parte da família se deslocou para o ramal e encontrou o agricultor morto em frente à casa onde morava.

O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). A Polícia Civil investigará o caso para identificação dos suspeitos.

Leia também