Morre bailarino de clipe ‘Vai malandra’, de Anitta, aos 28 anos

por Naief Queiroz

Morreu na última segunda, dia 9, o dançarino Rodrigo Motta, de 28 anos, que ficou conhecido por participar do clipe “Vai malandra”, de Anitta (a cantora se pronunciou: “Fiquei estarrecida”, disse). A família confirmou a morte. Rodrigo, que também era bartender no Bar da Laje, do Vidigal, foi assassinado. Um morador da região, que não quis se identificar, relatou uma briga. Procurada, a Polícia Militar disse não ter ainda informações sobre o caso.

“É com enorme pesar que venho informar o falecimento do meu irmão hoje pela manhã. Logo informarei o dia e horário do velório para as últimas homenagens”, escreveu Márcio Motta, irmão do modelo.

Morador da comunidade do Vidigal, que não quis se identificar, disse que Rodrigo teria se envolvido em uma briga na semana passada e que a morte teria sido motivada pela revanche. O bartender teria levado um tiro no pé e na perna, seguido de agressões. Levado para o hospital, Rodrigo não resistiu.

Procurada, a Secretaria municipal de Saúde do Rio confirmou que Rodrigo deu entrada no Hospital Miguel Couto, no Leblon, na Zona Sul do Rio, na última segunda-feira, dia 9, foi atendido, mas não resistiu.

O enterro do Rodrigo será nesta quarta-feira, dia 11, no Cemitério São João Batista. O horário não foi divulgado.

No trabalho com a “Poderosa”, Rodrigo aparecia passando óleo em mulheres, que usavam biquínis de fita isolante, e ele foi elogiado pelo corpo malhado. Depois da participação, o dançarino viu propostas de trabalhos como modelo aumentarem: “Está bombando, mas sigo trabalhando no Bar da Laje”, disse ao EXTRA, na época.

No Twitter, Anitta se pronunciou sobre a morte de Rodrigo, contando que recebeu a notícia trágica pela internet. Ela pediu, ainda, pelo fim das mortes violentas no Rio de Janeiro.

”Meus sentimentos à família e amigos do Rodrigo Motta que participou do meu clipe de Vai Malandra. Recebi essa notícia pela internet e fiquei estarrecida. Matar ou morrer virou algo banal no Rio de Janeiro. Isso tem que acabar”, escreveu a Poderosa.

Anitta@Anitta

Meus sentimentos à família e amigos do Rodrigo Motta que participou do meu clipe de Vai Malandra. Recebi essa notícia pela internet e fiquei estarrecida. Matar ou morrer virou algo banal no Rio de Janeiro. Isso tem que acabar.

Erika Bronze, que estreitou laços com Rodrigo durante as gravações do clipe, ficou abalada com a notícia:

— Essa notícia me deixou muito triste. O Rodrigo era um menino trabalhador, cheio de vida e sonhos, ele sempre corria atrás das coisas dele, trabalhava de barmen, trabalhava na praia… Na última vez que o vi, estávamos no quiosque, ele lá ralando, focado… É muito triste. Vai ficar na memória o que vivemos no dia da gravação. Rodrigo conquistou o coração de todo mundo — diz a empresária.

Nas redes sociais, amigos prestaram homenagens ao modelo.

“Meu maninho, não estou acreditando que nunca mais poderei te abraçar. Não era para ser assim. Você respirava alegria, felicidade, sempre fomos fortes e juntos no melhor e na pior. Você foi um irmão que a vida me deu de gaça. E hoje você se foi, mas o seu sorriso vai ficar em nossos corações para sempre. Ainda ontem comentou na foto que eu postei falando que me amava e nem deu tempo de eu responder antes de terem tirado sua vida. Que dor, que ódio”, escreveu o MC Francês.

Leia também