Assembléia Legislativa tira nota máxima no uso de recursos em favor da população do Amazonas

por Naief Queiroz
Assembléia Legislativa tira nota máxima no uso de recursos em favor da população do Amazonas

Com 1.006 pontos, a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), na gestão do presidente deputado Josué Neto, alcançou nível “Elevado” de controle de suas ações e recursos, sendo o único órgão do Amazonas com essa pontuação. Os dados são de um estudo do Ministério Público de Contas (MPC- AM).

No levantamento, a Assembleia teve a nota mais alta e ficou 106 pontos a frente do segundo colocado e 179 pontos a frente do terceiro.

Para Josué Neto, que também é economista, a nota é resultado de um esforço concentrado para otimizar o uso dos recursos do Parlamento e fazer do Legislativo uma ferramenta útil e eficaz na luta por melhorias para a população.

“Quando temos total controle de onde está sendo aplicado os recursos públicos estamos garantindo que os impostos pagos por nós cidadãos sejam traduzidos em melhores serviços e qualidade de vida para o povo do Amazonas”, afirmou ele.

O diretor-geral da Assembleia, Wander Motta, explicou que, por determinação do presidente Josué Neto os processos da Assembleia Legislativa passam por dois tipos de controle interno: auditoria e análise da Procuradoria-geral para garantir “a legalidade das atividades do Parlamento”.

“Tem sido uma marca da gestão do presidente Josué a correta observância dos processos legais. Nenhum processo dentro da Assembleia Legislativa é referendado sem a análise da Auditoria e/ou Procuradoria-geral. Isso nos dá a segurança de dizer que nossos recursos tem sido aplicados dentro da legalidade”, disse.

Para o auditor-geral da Assembleia, Oscar Marques, o controle interno dos processos do Parlamento do Amazonas, e de qualquer outro órgão, evita o desperdício de dinheiro público.

De acordo com a coordenadora de Transparência, Acesso à Informação e Controle Interno do MPC-AM, Evelyn Carvalho o levantamento do MPC-AM “é um Raio-X na administração pública, que permite ao MPC-AM saber se os gestores estão contribuindo para que suas ações sejam conduzidas de forma legal, econômica, eficaz e efetiva”.

1º Lugar no Controle de Recursos

A Assembleia Legislativa é 1º lugar no Ranking Geral de Controle Interno de órgãos estaduais do MPC-AM, divulgado no início deste mês, e um dos poucos órgão públicos com a classificação “excelente” no controle de contas.

“Isso é fruto do compromisso que assumimos de honrar a confiança que o povo do Amazonas depositou em nós. Seguimos no caminho do bem”, afirmou Josué.

Leia também