Homem pede a juiz duelo com espada samurai com a ex para pôr fim a disputa de divórcio

por Naief Queiroz

O casamento de David Ostrom “terminou mal”. Em petição apresentada em tribunal do Kansas (EUA), o homem de 40 anos diz ter sido “destruído legalmente pela ex”, Bridgette Ostrom, de 38. Agora, ele quer dar um ponto final às disputas. Com um duelo.

David quer que um juiz autorize que ele e a ex-mulher, ou alguém que a represente, participem de um “duelo legal” para “acertar as coisas” e colocar uma pedra sobre a disputa judicial. O americano pediu que o magistrado lhe dê 12 semanas para poder encontrar um par de espadas samurais que possam ser usadas no duelo mortal, que, segundo ele, “nunca foi explicitamente proibido nos Estados Unidos”.

David disse ao “Des Moines Register” ter sido inspirado pelo o juiz Philip Minardo, da Suprema Corte do estado de Nova York, que deu parecer, em 2016, apontando que os duelos não haviam sido abolidos no país.

Na petição, David sugere que Bridgette use o advogado dela, Matthew Hudson, como campeão (guerreiro medieval que defendia outra pessoa em duelo).

“Estou enfrentando o absurdo do senhor Hudson com o meu próprio absurdo”, alegou.

O advogado rechaçou o pedido e solicitou que David passe por avaliação psiquiátrica.

Leia também