CAS analisa projetos que preveem 1.380 novos empregos em Manaus

por Naief Queiroz
CAS analisa projetos que preveem 1.380 novos empregos em Manaus

O Conselho de Administração da Superintendência da Zona Franca de Manaus (CAS) realiza nesta quinta-feira (20), às 10h, no auditório da Suframa, a sua 290ª Reunião Ordinária, com a meta não apenas de avaliar uma pauta com 32 projetos industriais – sendo 12 de implantação e 20 de atualização, diversificação e ampliação, com mais de US$ 188.7 milhões em investimentos e expectativa de faturamento na ordem de US$ 1.2 bilhão e de geração de 1.380 postos de trabalho nos três primeiros anos de operação no Polo Industrial de Manaus (PIM) –, mas também de comemorar os 53 anos de existência do modelo Zona Franca de Manaus (ZFM) e da Autarquia, a serem completados no próximo dia 28 de fevereiro.

A reunião será presidida pelo secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec) do Ministério da Economia, Carlos Alexandre da Costa, e contará ainda com a presença do superintendente da Suframa, Alfredo Menezes, bem como de parlamentares, empresários, dirigentes de órgãos públicos e representantes de entidades de classe, entre outros.

Esta será a primeira reunião do CAS em 2020. Nos três encontros realizados em 2019, o Conselho contabilizou 144 projetos aprovados, com a expectativa de geração de aproximadamente 9.500 empregos e investimentos totais de US$ 1.1 bilhão, bem como a previsão de faturamento de US$ 7 bilhões em até três anos, que é o prazo para que os projetos sejam instalados.

Destaques

A pauta da reunião desta quinta-feira tem como um de seus maiores destaques o projeto de diversificação da empresa Tec Toy, visando à fabricação de telefones celulares, com investimento total de aproximadamente R$ 79 milhões e expectativa de geração de 151 empregos. Outros destaques incluem o projeto de ampliação/diversificação da empresa Cal-Comp, voltado à produção de placas de circuito impresso montada (para uso em informática) e memórias RAM, com investimento total de cerca de R$ 86,7 milhões e expectativa de geração de 63 empregos, e o projeto de implantação da empresa Tutiplast (filial), visando à produção de assentos para motos e peças plásticas injetadas, com investimento total de aproximadamente R$ 24,8 milhões e expectativa de geração de 120 empregos. Ambas as iniciativas vêm reforçar o segmento componentista do PIM.

Projetos que utilizam matéria-prima regional em seus processos produtivos também estão em evidência nesta pauta. São os casos das iniciativas de implantação da empresa Amazônia Polpas, visando à fabricação de polpas de frutas, concentrados para bebidas não-alcóolicas e geleias, doces, purês e pastas de frutas regionais, com investimento de aproximadamente R$ 6 milhões e expectativa de geração de 94 empregos, e da empresa WR Diniz, também para fabricação de polpas de frutas, com investimento total superior a R$ 2,2 milhões e expectativa de geração de 13 empregos.

Momento positivo

De acordo com o superintendente da Suframa, Alfredo Menezes, a autarquia e o modelo Zona Franca de Manaus celebram 53 anos de existência em um momento extremamente positivo para a região e para o País como um todo. “Temos não apenas indicadores econômicos em ascensão em todo o Brasil, mas também medidas adotadas pelo governo federal de facilitação e aprimoramento do ambiente de negócios e de construção de projetos e políticas públicas que alavancarão o desenvolvimento regional nas próximas décadas. Tudo isso nos deixa muito satisfeitos e otimistas para o desempenho da nossa missão, que desde o início sempre foi resgatar o protagonismo da Suframa e contribuir decisivamente para o crescimento socioeconômico e sustentável da Amazônia”, afirmou Menezes.

Fonte: Portal do Holanda

Leia também