Médicos afirmam que tumores de Bruno Covas sumiram mas só biópsia determinará se câncer desapareceu

por Naief Queiroz
Médicos afirmam que tumores de Bruno Covas sumiram mas só biópsia determinará se câncer desapareceu

Os médicos responsáveis pelo tratamento do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), 39, afirmaram que ele teve reação excepcional à quimioterapia, e o tumor na região do estômago e a metástase no fígado desapareceram nos exames médicos.

Diante dos resultados considerados animadores pela equipe, foi feita uma biópsia para analisar os linfonodos localizados ao lado do fígado e que também apresentavam lesões.  A partir dos resultados dessa biópsia, que deverão sair no meio da próxima semana, as etapas seguintes do tratamento serão definidas.

A avaliação foi anunciada em entrevista coletiva nesta quarta-feira (19) dos médicos responsáveis pelo tratamento de Covas no hospital Sírio-Libanês, na Bela Vista, região central de São Paulo. O prefeito segue internado, recuperando-se da anestesia para os exames, e deve ter alta ainda nesta quarta (19).

Os médicos disseram que Covas não precisará se submeter a mais sessões de quimioterapia —ele passou por oito sessões com 100% da dose. O resultado foi classificado como brilhante pelo oncologista Artur Katz.

Folha

Leia também