Mulher e neto morrem após canoa afundar: um continua desaparecido no Amazonas

por Naief Queiroz
Mulher e neto morrem após canoa afundar: um continua desaparecido no Amazonas

Um forte temporal na tarde desta sexta-feira (14), por volta das 13h, que atingiu o igarapé do Castanho, nas proximidades do município de Maués (distante 276 quilômetros em linha reta de Manaus), fez com que a canoa em que uma senhora de aproximadamente 55 anos e seus netos, de 5 e 3 anos, estavam afundasse. Por não saberem nadar, a idosa e uma das crianças acabaram morrendo. A outra continua desaparecida.

Washington Pereira, que é morador da comunidade Novo Alvorecer contou ao Em Tempo que os dois corpos foram encontrados, por volta das 19h, pelo filho dele de 19 anos que estava retornando de uma pescaria.

“Meu filho estava voltando da pescaria quando viu o corpo da senhora e de uma das crianças. Fomos nós que resgatamos os corpos. A outra criança está desaparecida. O temporal foi muito forte e ninguém viu essa canoa afundando. Essa senhora era moradora de Maués. A nossa comunidade é do outro lado do município, ela deveria estar voltando para casa. Parece que ela não sabia nadar e a canoa alagou com a chuva”, disse o comunitário.

Leia também