Processo seleciona 32 médicos bolsistas para trabalho no combate ao coronavírus em Manaus; bolsa é de R$ 11 mil

por Naief Queiroz
Processo seleciona 32 médicos bolsistas para trabalho no combate ao coronavírus em Manaus; bolsa é de R$ 11 mil

Em Manaus, a prefeitura vai abrir novo processo seletivo para selecionar mais 32 médicos bolsistas, além de cadastro reserva, para reforço no combate ao novo coronavírus.

O processo seletivo de profissionais médicos para atuação na Escola de Saúde Pública de Manaus (Esap), por meio do Programa Mais Saúde Manaus (Promais), em caráter emergencial, oferecerá duas vagas para preceptores e 30 para alunos, mais cadastro reserva para ambos, tendo como público-alvo profissionais médicos sem vínculo com a Semsa.

“Entre todas as medidas de combate a esse novo vírus, a prioridade nossa é, com certeza, cuidar da saúde da nossa população. Para isso, além das recomendações de cuidados com a higiene e, claro, evitar ao máximo sair de casa e locais de aglomeração, contamos com profissionais preparados nas nossas unidades para atender quem precisa. E essa é uma guerra que será vencida por todos nós”, disse o prefeito Arthur Neto.

Os selecionados trabalharão com carga horária de 40 horas por semana, com valor de bolsa de R$ 11 mil. As inscrições começam já nesta quarta-feira (25) e seguem até a próxima segunda-feira. Os interessados devem efetivar a inscrição online.

A medida se soma ao anúncio feito na última quinta-feira para contratação temporária de 105 profissionais da área de Saúde para auxiliar na atuação das Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Os 35 enfermeiros e 70 técnicos de enfermagem contratados para a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) vão atuar no combate à pandemia do novo coronavírus, causador da Covid-19.

Esap

A Escola de Saúde Pública de Manaus foi criada pelo prefeito Arthur Neto, em 2018, para coordenar o processo de integração ensino, serviço e comunidade, fomentando inovação, produção tecnológica e científica, com ênfase na Atenção Primária à Saúde, a partir das necessidades sociais e do Sistema Único de Saúde (SUS) em Manaus.

Ao todo, a Esap já conta com um total de 250 bolsistas, incluindo 145 médicos e 40 enfermeiros, sendo os demais de outras categorias, como farmacêuticos e fisioterapeutas.

Leia também