Mulher com suspeita de Covid-19 morre e IML recusa remoção de corpo

por Naief Queiroz
Mulher com suspeita de Covid-19 morre e IML recusa remoção de corpo

Uma mulher, identificada como Maria Rita Nascimento da Silva, de 55 anos, foi encontrada morta, na manhã deste domingo (5), por volta das 9h, dentro de uma quitinete na rua São Vicente, próximo ao beco da Bomba, no bairro Educandos, Zona Sul de Manaus. A suspeita é de que ela tenha sido mais uma vítima do Covid-19, que já matou 15 pessoas no Amazonas até à tarde de hoje.

O corpo de Maria foi localizado pelo proprietário da estância, onde ela morava sozinha. Segundo moradores e familiares, a vítima procurou por duas vezes o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) da Zona Sul com quadro de febre e disse e foi orientada a ficar em casa. Ainda conforme a família, o Instituto Médico Legal (IML) se recusou a fazer a remoção do corpo devido a suspeita de Covid-19.

A família humilde não tem recursos para o funeral particular e, por isso, aguarda a remoção do corpo da vítima. O dono do quarto alugado pagou um valor de R$ 1,5 mil para uma funerária particular remover o corpo do local. Após 9 horas em que o corpo ser encontrado, finalmente houve a remoção pelos agentes funerários. 

A assessoria da Secretaria de Saúde do Amazonas (Susam) foi procurada pela reportagem, na noite deste domingo (5), para saber sobre os possíveis exames feitos pela mulher no SPA e quais medidas foram tomadas no atendimento médico.

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) também foi procurada para saber sobre a recusa da remoção do corpo. Até o fechamento da matéria não houve resposta de ambas as secretarias.  

Fonte: Em tempo

Leia também