Com 105 anos, idosa de Manaus é pessoa mais velha do Brasil a vencer a Covid-19

por Naief Queiroz

Arminda Santos, de 105 anos, teve alta nesta sexta-feira (29) da enfermaria da Fundação Doutor Thomas, em Manaus, depois de se recuperar da Covid-19. Além dela, outros 14 idosos venceram também a doença e foram liberados pela equipe médica, zerando o número de internados na instituição.

Os 15 pacientes foram transferidos da enfermaria montada nas dependências da fundação. Eles retornaram para os pavilhões e os seus quartos individuais.

Arminda Santos reside na casa há 34 anos. Ela comemorou seu aniversário de 105 anos durante a internação, no dia 12 de maio, onde ficou por 30 dias em estado grave.

De acordo com a equipe médica, Arminda é hipertensa, diabética – o que acarretou a perda total da visão.

“A recuperação dela foi uma surpresa para a equipe médica. Mas com todo suporte da ventilação não invasiva, todos os medicamentos adequados, considerando a função renal dela e a idade, ela venceu a Covid-19 ”, disse a médica da FDT, Simone Henriques, por meio da assessoria.

Leia também