Reencontro de mula com seu dono após quarentena do coronavírus na Espanha viraliza na internet

por Naief Queiroz
Reencontro de mula com seu dono após quarentena do coronavírus na Espanha viraliza na internet

O reencontro emocionante de um homem com uma mula de estimação, depois de dois meses de quarentena do novo coronavírus na Espanha, viralizou na internet. O jornal “Diario Sur” conta a história de Ismael Fernández, jornalista desempregado de 38 anos, que não conseguiu segurar o choro ao rever Baldomera e, sem vergonha das lágrimas, postou as imagens em suas redes sociais.

No vídeo, ele diz: “Baldo! Olá! Como é que você está? Cadê você? O que você está fazendo? Como é que você está? Cadê minha burrinha? Onde está? Como é que você está? Onde você se meteu? Onde eu estava? Como é que você está? (Ismael chora) Que loucura. (Baldomera zurra, Ismael chora) Como é que você está? Eu também senti sua falta. Ai ai ai…”

“Não tenho vergonha de você me ouvir chorar, porque aqui está uma das demonstrações mais incondicionais de amor que existe”, enfatizou Ismael no Facebook, onde inicialmente publicou as imagens: “A da minha burrinha e amiga Baldomera quando ela me viu depois de dois meses… (aviso para pessoas sensíveis como eu: ela também chora)”. A repercussão foi tanta que ele já deu entrevistas para diversos meios de comunicação, inclusive de fora do país, e criou um perfil no Instagram para o bichinho.

Ismael já com Baldomera; a mula indo ao seu encontro; e o momento tão esperado
Ismael já com Baldomera; a mula indo ao seu encontro; e o momento tão esperado Foto: reprodução

Com o relaxamento das medidas de isolamento em Málaga, Ismael tinha autorização para visitar uma segunda residência na mesma província. Foi o que ele fez na última segunda-feira: acordou às cinco da manhã para viajar da capital, de mesmo nome, a El Borge, seu município natal distante 35km, onde o animal ficou durante o período de confinamento, na casa da família, aos cuidados de seu irmão, Daniel.

Ismael estava convencido de que Baldomera – a quem via regularmentem antes da quarentena, revezando-se com o pai e o irmão para alimentá-la – não o reconheceria. Ele a chamou e o animal mal pareceu ouvir. “Eu pensei que isso iria acontecer comigo”, contou ao jornal “El País”. Mas a mula de repente ergueu as orelhas e começou a trotar a montanha em sua direção até reencontrá-lo. Ismael acariciou sua cabeça, chorou, e Baldomera – que tem cinco anos e está na família há dois – zurrou como nunca.

“Foi incrível e muito emocionante”, lembrou ele: “Agora, toda vez que revejo as imagens, as lágrimas voltam. Minha única intenção com o vídeo era mostrar a reação dela, demonstrar seus sentimentos, a importância de cuidar dos animais, isso é realmente o mais importante nisso tudo”.

Leia também