Taxistas e comerciantes protestam para cobrar retorno de obra na Ponte do Educandos, em Manaus

por Naief Queiroz

Um grupo de taxistas e comerciantes protestou para cobrar o retorno das obras da ponte Antônio Plácido de Souza, que liga o Educandos ao Centro de Manaus. O ato ocorreu na tarde desta sexta-feira (29) e foi pacífico.

Os manifestantes afirmam que a paralisação da obra tem afetado a área economicamente.

A ponte foi totalmente interditada em janeiro para avanço da obra de revitalização da estrutura. A medida estava prevista para durar, aproximadamente, 120 dias.

A revitalização da ponte do Educandos integra o pacote de obras para recuperação de pontes em toda a cidade, priorizando estruturas mais danificadas pelo tempo e mapeando outras com médios e baixos danos, segundo a Prefeitura.

Leia também